Com mais de 141 anos de vida o jeans, iniciou sua jornada nas regiões mineradoras do Oeste dos Estados Unidos e hoje vive para o mundo.

Atualmente a peça é usada tanto por trabalhadores rurais quanto pelas celebridades em todo o planeta. No entanto, isto não é novidade, pois o que poucos sabem é que este domínio se deve a forma como o jeans acabou sendo artigo de luxo.

Para ter uma ideia no livro “Blue Jeans”, de Daniel Miller e Sophie Woodward é vista a história do item. Conforme os autores, o alfaiate Jacob Davis, de Nevada, nos Estados Unidos, foi chamado para fazer uma calça robusta para um lenhador local, e a sua ideia era usar como reforço na pela os rebites.

Como o alfaiate não tinha condições para patentear sua criação ele pediu uma “mão” para o seu fornecedor. O comerciante de São Francisco Levi Strauss.

Inicialmente a calça ficou patenteada como Levi’s e tinha como característica que conforme era usada ela desbotava e se ajustava ao corpo. No entanto, o item ficou popular não por ser apena durável e confortável.

Do básico ao destroyer: como o jeans tem conquistado gerações
Foto: Reprodução

Com o passar dos anos o denim acabou deixando de ser restrito ao ambiente de trabalho, mas graças a Hollywood, o item virou símbolo de rebeldia, pelos astros que a vestiam. Eram eles, Marlon Brando, Elvis Presley e James Dean.

Com isto a calça jeans saiu do ambiente de trabalho, ganhou as cidades e o guarda roupa de muitos na época. Na verdade toda cultura adotou o jeans como parte da sua vestimenta.

Isto se deu ao fato de rockabillies, hippies, punks e até mesmos os grunges usarem a mesma calça sem deixar de ditar o seu estilo.

Devido à versatilidade de adaptação a diversos estilos e culturas, além do preço acessível, durabilidade e fácil manutenção, o denim virou um item essencial entre as gerações.

No final da década de 70 foi vista pela primeira vez na passarela o jeans da Calvin Klein, algo que antes era visto como uniforme de trabalho ou como roupa de jovens contra o sistema.

Já a partir de 1980 e 1990, a indústria têxtil teve uma mudança tecnológica e o jeans ganhou novas lavagens, mais cores e outros materiais, como o elastano e o poliéster que permitiam um conforto, além de um caimento perfeito no corpo.

Já nos anos 2000 o destaque foi para o jeans premium com tratamentos tecnológicos, modelos exclusivos até mesmo fabricados em quantidades limitadas, que para por fim ser tornar um “artigo de luxo”. Exemplo do sucesso foi ver a peça estampada em temporadas de moda como Balmain, Valentino, Versace e Louis Vuitton e muitos outros.

De lá para cá o jeans pegou carona nas inovações e entrou também para a moda esportiva e chique. Dessa forma, não importa qual é o seu estilo de jeans, seja o básico ou até mesmo o destroyer a peça conseguiu se manter viva todos estes anos reinventando e estampando todas as vitrines e guarda roupa. Afinal, quem vive sem uma calça jeans? Aproveite deixe sua opinião sobre esta peça tão icônica.

Comentário

Comentários