Menu

Olá,

O ensaio da Coleção Verão 2017 da Consciência Jeans foi fotografado por um dos cenários mais conhecidos na cidade de São Paulo: Edifício Martinelli. E o cenário não poderia ser melhor, o edifício  é um dos principais pontos turísticos da cidade e que guarda histórias incríveis e  uma vista encantadora. Pensando nisso, vamos contar a história do edifício e o porquê o lugar foi a inspiração para fotografar a Coleção.

Conhecendo um pouco mais a história do deslumbrante Edifício Martinelli

edificio-martinelli-em-construcao-1928
Legenda: Edifício Martinelli em construção em 1928 – Fonte: Reprodução

Giuseppe Martinelli, um italiano com forte desejo de deixar um legado, decidiu construir em meados de 1922 o maior arranha-céu em estilo neoclássico da América Latina.

Na época Giuseppe queria registrar algo impensável e imponente. Na época os prédios não passavam de 5 pavimentos e Martinelli tinha seu projeto em mãos para construir um patrimônio com mais de 100 metros de altura e 30 pavimentos, foi um projeto revolucionário e intrigante.

O objetivo maior de Giuseppe era criar algo refinado e jamais visto, com escadas de mármore, acabamentos detalhados, vidrilhos e arabescos importados da Suécia e Noruega.

Quando seu projeto havia chegado a 24 andares, a construção foi embargada pelo governo por desrespeitar as leis regionais. Muitos resistiam a ideia de se construir um edifício tão alto e temiam pela segurança da população da região.

O caso foi levado para os tribunais onde depois de muito debate e transtornos resolveram licenciar o edifício certificando da segurança para a população.

A inauguração do Edifício Martinelli aconteceu em 1934 quando foi finalmente finalizado com 30 andares.

O Edifício então se tornou um ponto de encontro para a elite paulistana. Lá se hospedavam os políticos, imprensa, jogadores de futebol famosos, e outros. Além dos aposentos luxuosos poderia se encontrar no edifício restaurantes, sindicatos, confeitarias, salões de dança e o cine Rosário.

Porém, após toda essa repercussão, ninguém imaginava que o Edifício mais famoso de São Paulo teria um final trágico. Ao final de 1934 Martinelli já estava praticamente falido por arcar com todos os gastos que o Edifício lhe trouxe, teve então que vender o patrimônio para o governo da Itália.

No entanto, após a declaração de guerra, todos os bens italianos foram confiscados. Logo mais o patrimônio não se chamava mais Edifício Martinelli passando a ser chamado de Edifício América.

Passando os conflitos da 2° Guerra Mundial, São Paulo esteve em evolução constante passando a construir mais edifícios e prosperar. Logo o Edifício Martinelli perdeu seu posto de maior edifício de São Paulo para o Edifício do Banco do Estado.

Na década de 60 o prédio foi tomado por miséria e degradação, o que antes era luxo e abrigado pela elite paulistana, agora era ocupado por moradores de ruas e prostitutas que viviam em péssimas condições de salubridade.

E foi em 1975 que o prefeito Olavo Setúbal decidiu restaurar o edifício e torna-lo habitável novamente. Precisou da ajuda do exército para retirar os moradores ilegais que habitavam o edifício.

Em 1979 o Edifício passou por mais uma reforma e atualmente abriga diversas partições da prefeitura como a Empresa de Urbanização de São Paulo e a Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo.

Você encontra a Coleção Verão 2017 na loja Consciência Jeans. Visite a Loja de Jeans no Brás na Rua Mendes Junior, 395 ou na Rua Xavantes, 173 em São Paulo ou encontre um revendedor na sua cidade, veja aqui os locais.

Comentário

Comentários