Técnica PET

Este método, desenvolvido pelo arquiteto Marcelo Rosenbaum, reutiliza garrafas plásticas para compor um lindo jardim vertical. A sugestão é ideal para casas que não têm grandes áreas para jardins. Além disso, se torna também uma solução para os resíduos, que deixam de ser descartados e ganham uma utilidade diferente da original. As garrafas ficam suspensas, amarradas em cordas de varais.

MATERIAIS

– Garrafa PET de 2 litros vazia e limpa;

– Tesoura

– Corda de varal, cordoalha, barbante ou arame

– Para os que optarem por cordoalhas ou arames, serão necessárias duas arruelas por garrafa PET

– Terra

– Muda de planta

MODO DE FAZER

Corte a garrafa PET, como na foto abaixo.

Para fixar as garrafas, devemos fazer dois furos no fundo da garrafa e dois na parte superior da garrafa. Dá pra entender direitinho olhando bem a foto acima. Além dos furinhos para passar a corda, é necessário um pequeno furo no fundo da garrafa. A água usada para regar a muda precisa escoar.

Depois disso, passe a corda por um furo e puxe pelo outro.

Muitas pessoas nos perguntaram como fazer para as garrafas não “escorregarem” pela corda (ou barbante, ou cordoalha). Obrigado pela colaboração e participação. Pensando nisso, elaboramos dois desenhos, com duas sugestões.

– Para quem usar corda de varal ou barbante:

– Para quem usar cordoalha ou arame:

Depois, basta esticar e fixar a corda na parede.


Material enviado ao Arquitetura Sustentável pelo colaborador Marcos Roberto Moacir Ribeiro Pinto

Fonte: Rosenbaum.com.br e Arquitetura Sustentável

Comentário

Comentários