Menu

8118924473_778238f753_z

O projeto é  simples e resumido nas fotos abaixo. Foi inspirado nos sacos de papel kraft e transforma um velho jeans em uma bolsa para você usar como quiser !

Apenas uma observação antes de começar: o tamanho da bolsa, obviamente, é determinado pela largura das pernas das calças. Por isso, eu não recomendo usar calças finas. Calças retas são perfeitas para o trabalho!

Você vai precisar de: um velho par de calças, um cinto, agulha e linha, e uma máquina de costura (embora você possa fazer esse projeto inteiramente à mão)

8118926781_a0c0abc1fb_zClique nas imagens e veja a matéria original

Se você quiser fazer as alças da mochila use a outra perna.

O tempo e o esforço que você usa para reciclar seu jeans velhos valem a pena. A reciclagem não só aumenta sua diversão e a sua poupança, mas também demonstra a sua preocupação com o meio ambiente.

Fonte

http://pm-betweenthelines.blogspot.com.br/2012/10/denim-snack-bag-recycling-project.html

‘Verde passagem para pedestres’ por Jody Xiong. O “green passagem para pedestres” é uma performance de instalação feita por Jody Xiong da agência criativa chinesa ddb .
Em uma tentativa de ganhar a atenção dos habitantes do país, a Fundação de Proteção Ambiental da China
procurou uma campanha de marketing que apelasse a importância de   se locomover a pé em vez de dirigir. Um grande impresso foi colocado em uma faixa de pedestres ocupando, o lugar onde os pedestres e os motoristas se encontram.

green_pedestrian_crossing10Clique nas fotos e veja a matéria original.

green pedestrian crossing by jody xiong of DDB china

Grandes almofadas de espuma embebidsa em tinta verde  lavável e de secagem rápida estavam situadas em ambos os lados da rua, onde os pedestres caminhavam em direção ao cruzamento, o objetivo foi  pisar na esponja para criar
impressões com os pés sobre a tela de árvore  colocada no chão. Cada pegada verde é representa uma  folha que
cresce em uma árvore nua, mostrando fisicamente os resultados cada vez mais importantes da consciência ambiental.green_pedestrian_crossing12

Realizado em sete ruas principais de Xangai e mais tarde expandido para 132 ruas em 15 cidades em toda a China,
o número total de pedestres que participaram ultrapassaram 3,92 milhões de pessoas.

Fonte http://www.designboom.com/readers/green-pedestrian-crossing-by-jody-xiong-of-ddb-china/

Que maravilha!

20130603163257500169a
Clique na imagem e veja a matéria original

Concessionárias de veículos de Sorocaba, a 92 km de São Paulo, terão de plantar uma árvore para cada carro zero vendido na cidade. A lei municipal que prevê a medida benéfica ao meio ambiente foi aprovada em 2008, mas somente agora passará a ser cumprida.

O projeto “Um veículo, uma árvore” foi lançado nesta segunda-feira, depois de um acordo entre a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e as trinta concessionárias de veículos que operam no município. O plantio simbólico de 50 mudas no Parque dos Ipês, no Jardim Santa Marina, zona norte da cidade, marcou a entrada da lei em vigor.

Com base no crescimento da frota de veículos, a Secretaria estima que as concessionárias terão de plantar 24 mil árvores por ano. De acordo com a secretária Jussara de Lima Carvalho, com o plantio das mudas, as empresas dão um passo para atingir metas de sequestro do dióxido do carbono, gás responsável pelo chamado efeito estufa, emitido pelos veículos automotores. Elas poderão usar a adesão ao projeto ambiental como argumento na venda dos veículos.

As concessionárias ficarão responsáveis pela compra, plantio e manutenção das mudas. Caberá à Secretaria indicar as espécies, o tamanho das mudas e o local do plantio. Nos últimos quatro anos, o plano de arborização de Sorocaba plantou mais de 500 mil mudas na cidade.

Fonte Agência Estado
http://www.em.com.br/app/noticia/nacional/2013/06/03/interna_nacional,398513/sorocaba-plantara-uma-arvore-para-cada-carro-vendido.shtml

Nascida como cidade dos príncipes…

Rua-das-Palmeiras joinvilleFoto http://www.nossajoinville.com.br/160anos/

Joinville ainda é das bicicletas


Crianças  indo e voltando de bicicleta  – com  rodinhas na  roda  traseira  e  capacete  na  cabeça  –  pelos bairros, praças e parques da cidade. Operários  e  executivos  dividindo o mesmo espaço nas poucas  ciclovias  joinvillenses  para  chegar  ao trabalho.  Tudo  isso  sem  o  barulho do  motor  de  carros,  motocicletas aceleradas,  caminhões,  ônibus  e nem  poluição.  A  cena  descrita  lhe parece   utópica? Pode ser, se consi-derados os dias atuais, mas não se, de  fato, vivêssemos na “Cidade das Bicicletas”.

Em 1950,  Joinville  foi agraciada com esse  título. Na época, a cidade com pouco mais de 18 mil habitan-tes  tinha  oito  mil  bicicletas.  Hoje, estima-se  uma  população  de mais de 500 mil habitantes e cerca de 250 mil  bicicletas. Motivo mais  do  que justo para que o título seja mantido. Na cidade, a média é de 7,8% de viagens diárias dos joinvilenses fei-tas de bicicleta, enquanto a média nacional levantada pelo Ministério das Cidades é de 1,75%. “O interes-sante é que 90% destas viagens de bicicleta na  cidade  são  feitas para ir  e  vir  do  trabalho”,  destaca  Vla-dimir  Constante  Tavares,  diretor-executivo  da  Fundação  Instituto de Pesquisas e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville (Ippuj).

Outra média  interessante  é  a de  uma  bicicleta  para  cada  dois habitantes.  Dado  signifcativo, principalmente  se  levado  em consideração  que,  nos  dias  de hoje, diferente da década de 1950, apresenta-se  um  número  exage-rado de carros e motos.

Mesmo  assim,  a  boa  e  velha “magrela”  ainda  está  na moda.    O aumento – lento, porém continuado – da  instalação de ciclovias nos úl-timos anos, tem contribuído para o aumento  signifcativo  dos  usuários de bicicleta.

Atualmente  Joinville conta com 67 quilômetros de ciclovias. Outros 83  quilômetros  estão  inclusos  em projetos  já elaborados pelo  Ippuj e serão  contemplados  nos  projetos Pró-Transporte e BNDES III. Por ser um método de transporte com baixo ou nenhum impacto am-biental, e baixo custo de aquisição e manutenção, o uso das bicicletas é incentivado pelos governos.

Joinville tem também um museu da bicicleta

A “Bicicleta do Mês” é escolhida pelos visitantes presenciais do museu, entre as peças do acervo expostas no MUBI. Na medida em que nossas páginas com peças do acervo forem aumentando, os internautas que acessarem nossa página, poderão, em futuro próximo, participarem da escolha.

A bicicleta eleita trata-se de um modelo especial “fora de série”, produzida pelo artista plástico paulistano, Israel Nicolau, um expoente no ramo das bikes diferenciadas. Esta peça foi toda confeccionada com vergalhão Gerdau G-50, material específico para o segmento da construção civil. Sua base geométrica é o de uma bicicleta masculina aro 26, equipada com freio contra-pedal, ano 2004.

ESTADO: original/conservada
ORIGEM:
Brasil
ACERVO:
MUBI

joinville rua das palmeiras

Fontes:

http://www.museudabicicleta.com.br/index.html

Clique aqui para baixar a reportagem completa: história, fotos, gráficos.

Retirado de Jornal Notícias do Dia, 07 e 08/02/09

Última atualização ( Ter, 10 de fevereiro de 2009 18:38 )

Curta, comente compartilhe e concorra!

A Consciência Jeans irá sortear prêmios para três casais: uma calça vermelha em couro jeans  para ela e uma calça  jeans para ele , no dia dos namorados. Serão sorteadas três pessoas que poderão compartilhar o prêmio com seus queridos! Boa sorte !

Para concorrer, CURTA, COMENTE E COMPARTILHE PUBLICAMENTE o post da promoção disponível no FACEBOOK DA CONSCIÊNCIA JEANS, além, é claro, de curtir o link da Yes!Ganhei! na foto abaixo.

Guarde seu link de compartilhamento, ele é muito importante na hora de receber seu prêmio.

O sorteio será dia 12  de junho,  de 2013 às 14 horas. Vamos lá, participe!

Namorados

 

O vermelho é a cor do inverno 2013, quente e  elegante está em todas as coleções e foi eleita pela pantone o tom da estação. Muito legal, pois é a cor certa para ficar chic e  sensual, dando aquela alegria aos looks de inverno. Para te deixar muito poderosa a Consciência Jeans criou calças em couro jeans vermelho. Agora é só usar e arrasar…

O jeans resinado é contemporâneo, estiloso, inovador, valoriza seu look e já faz parte dos closets femininos. Além de lindo, o couro jeans é muito confortável e leve, tem a aparência do couro e  o conforto de uma legging. A coleção Consciência Jeans  uma grande variedade de peças em couro jeans: calças, shorts, jaquetas e saias.

 

Consciência Jeans cria calça couro jeans vermelho para o inverno.
Consciência Jeans cria calça couro jeans vermelho para o inverno.

 

Bambu renovável e resistente.
Bambu renovável e resistente.

Bambu atualmente é um dos materiais mais interessantes que possuímos…

 

O Bambu cresce com facilidade e rapidez  e se reproduz facilmente. Na antiguidade o bambu foi a principal matéria prima na fabricação de móveis no estilo das pessoas das aldeias, mesmo agora é mais acessível. Porque o preço de bambu é mais barato que o da madeira, além disso a madeira é um recurso natural que necessita muito tempo para ser  renovado. Elena Goray e Tönges Christoph são designers holandeses  que trabalharam com o distribuidor de bambu na Alemanha Conbam e criaram um banco feito de bambu, o nome é Pile Isle Bamboo Bench Furniture.

Bambu um material acessível no Brasil e existem várias pessoas trabalhando com este produto para construção e também mobiliário , para aprender consulte www.ebiobambu.com.br ou www.bambubrasileiro.com/ebiobambu.

Fontes http://designerhenriq.wordpress.com/2012/05/08/bambu/

www.greenschool.org

http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/108/artigo31710-1.asp

 Lecy C. Picorelli-Bioarquitetura e Bioconstrucao.
Prefeito de Nova York quer abolir as embalagens plásticas para os fast foods
Prefeito de Nova York quer abolir as embalagens plásticas para os fast foods

Durante seu mandato, o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, proibiu fumar em espaços públicos, vender refrigerantes em copos gigantes e controlou a venda de alimentos com gordura trans. Agora, o prefeito direciona seus ataques ao uso do isopor como embalagem de alimentos. Em discurso nesta quinta-feira (14), Bloomberg disse que quer proibir o uso de copos, bandejas e caixas de isopor em toda a cidade de Nova York.

A proposta ainda precisa ser escrita e aprovada pelo conselho da cidade. Segundo o prefeito, o texto vai instruir escolas públicas a remover embalagens de isopor de suas lanchonetes. Bares e restaurantes serão forçados a mudar seus estoques por produtos biodegradáveis. “O isopor não é biodegradável e é virtualmente impossível de reciclar. Nós podemos viver sem ele”, disse Bloomberg.

A indústria de produtos químicos dos Estados Unidos critica o plano do prefeito. Segundo eles, a tecnologia para reciclar isopor existe e é viável, e reciclar é uma proposta melhor, do ponto de vista ambiental e econômico, do que banir. Mas segundo a prefeitura de Nova York, o isopor encarece o processo de reciclagem em cerca de US$ 20 por tonelada.

A proibição de embalagens de isopor é o carro-chefe do plano ambiental para o último ano de mandato do prefeito Michael Bloomberg. O plano também conta com propostas para melhorar a reciclagem na cidade e com um programa piloto de compostagem em Staten Island. Se o plano for aprovado, Nova York se juntará a outras cidades americanas que já proibiram embalagens de isopor, como Los Angeles, Portland, San Francisco e Seattle.

Foto: copo de café de isopor jogado no lixo em Nova York. Mark Lennihan/AP

Saiba mais:
Cidade americana proíbe venda de água em garrafas de plástico
No Reino Unido, programa voluntário não ajuda a diminuir uso de sacolinhas

(Bruno Calixto) em http://colunas.revistaepoca.globo.com/planeta/2013/02/15/prefeito-de-nova-york-quer-proibir-copos-e-bandejas-de-isopor/

Hakone Pavilion no Japão

Este é um pavilhão permanente para um artista , Toshiko Horiuchi Macadam. O artista teceu a malha da rede inteiramente à mão, ela foi projetada para que as crianças  engatinhem, brinquem e rolem ao redor,  saltem sobre a rede. As crianças brincam dentro da rede  e os pais sentam e deitam sobre as madeiras.

204421270555591566zc1FH6Hbc Hakone Pavilion JapãoPavilion Japão

Fontes:  Woods of Net / Tezuka Architects / foto TIS & Partners, por ErazoWoods Abel da Net / Tezuka Architects / TIS & Partners, fotos por Abel Erazo

1256831607-p1050776-337x450

Cite: Basulto, David. “Woods of Net / Tezuka Architects” 21 de dezembro de 2009. ArchDaily. Acessado em 17 de fevereiro de 2013. “><http://www.archdaily.com/39223>

Artista japonâs tece brinquedo gigante para crianças
Artista japonâs tece brinquedo gigante para crianças